Veja Todos Os Detalhes Sobre o Estados De Saúde De Pelé Nos Últimos Anos

A saúde do ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, tem sido motivo de preocupação nos últimos anos. De 2012 para cá, foram diversas hospitalizações para tratamentos e cirurgias. E recentemente ele voltou a deixar os fãs apreensivos.

Com quase 81 anos, que serão completados em 23 de outubro, o jogador está novamente internado. Desta vez, ele se recupera de uma cirurgia para a retirada de um tumor suspeito no colón direito. Mas qual é seu verdadeiro estado de saúde? Saiba a seguir!

Cada vez mais recluso

Pelé tem enfrentado problemas para andar
NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images
NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

Nos últimos anos, o maior jogador de todos os tempos tem estado mais recluso e já não é mais visto com tanto frequência em eventos públicos. A dificuldade de locomoção seria um dos motivos de Pelé estar mais afastado dos holofotes. Depois de uma série de cirurgias no quadril, o ex-jogador tem precisado de ajuda para se locomover.

No entanto, este não é o único problema de saúde enfrentado por Pelé. O ídolo santista apresentou um novo problema de saúde recentemente. Enquanto fazia seus exames de rotinas que estavam atrasados por causa da pandemia de COVID-19, o Rei do Futebol acabou descobrindo um tumor suspeito.

Um novo susto

Pelé no Hospital Albert Einstein
MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images
Paulo Fridman/Corbis via Getty Images

O Rei do Futebol deu entrada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, no dia 31 de agosto de 2021, com o objetivo de fazer alguns exames de rotina que precisaram ser adiados por conta da pandemia. No entanto, Pelé permaneceu internado após os médicos detectarem um tumor suspeito no cólon direito.

E a equipe médica não demorou para agir. Pelé passou por uma cirurgia para a retirada do tumor poucos dias depois da descoberta, no dia 4 de setembro. Logo após o procedimento, o ex-jogador se pronunciou publicamente para tranquilizar os fãs, dizendo estar otimista e pronto para “encarar mais essa grande partida com um sorriso no rosto”.

O problema de saúde de Pelé

O problema de saúde de Pelé
MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images
MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images

O colón direito é uma parte do intestino grosso que absorve água e sal de resíduos sólidos remanescentes do intestino delgado antes de serem eliminados do corpo. O tumor nessa região pode atingir tanto homens quanto mulheres, sendo a idade avançada um dos principais fatores de risco.

Apesar de assustar, esse tipo de tumor costuma se desenvolver de forma lenta e, se descoberto em estágio inicial, tem altas chances de cura. No caso de Pelé, ainda não há uma confirmação se o tumor encontrado é benigno ou maligno.

Filha de Pelé tranquiliza fãs

pele
Reprodução / Instagram
Reprodução / Instagram

Filha de Pelé, Kely Nascimento usou as redes sociais para atualizar os fãs sobre o estado de saúde de seu pai após alguns veículos divulgarem que ele teria piorado. Em um texto publicado em 17 de setembro, ela disse que Pelé estava bem, “dentro do quadro normal”, mas revelou um contratempo durante a recuperação.

“Ele não gosta quando eu falo isso então por favor não conta pra ele, mas ele é um senhor (velhinho). No quadro normal de um senhor da idade dele, depois de uma operação dessas, às vezes são dois passos para frente e um para trás. É muito normal. Ontem ele estava cansado e deu um passinho pra trás. Hoje ele deu dois pra frente!”, escreveu Kely Nascimento.

O passinho atrás

pele11
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

O “passinho atrás”, citado por Kely Nascimento em sua postagem, foi um problema de refluxo gastroesofágico que fez com que o maior nome da história do futebol mundial, que já estava no quarto, fosse encaminhado para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Albert Einstein. Mas logo Pelé deu “dois passinhos para frente”.

Após estabilização do quadro, os médicos autorizaram sua mudança para uma unidade de terapia semi-intensiva. Apesar do susto, Pelé mostrou um rápida recuperação e até brincou com a sua situação…

Encarando o desafio com bom humor

pelee6
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Alguns dias após a cirurgia, mais exatamente no dia 21 de setembro, Pelé publicou uma foto em que aparece em uma cadeira de rodas e com os punhos cerrados, fazendo a tradicional comemoração do “soco no ar”. Na legenda, ele disse estar encarando a recuperação com bom humor, agradeceu o carinhos do fãs e os cuidados dos profissionais do hospital.

“Como podem ver, estou dando socos no ar em comemoração a cada dia melhor. O bom humor é o melhor remédio e isso eu tenho de sobra. Não poderia ser diferente. É tanto carinho que tenho recebido, que estou com o coração cheio de gratidão. Obrigado a toda equipe incrível do Hospital Albert Einstein”, publicou o ídolo santista em sua página no Instagram.

O processo de recuperação

pepe4
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Pelé seguiu dividindo seu processo de recuperação com os fãs nos dias seguintes. O ex-jogador postou um vídeo fazendo exercício em uma bicicleta ergométrica e novamente brincou.

“Amigos, envio esse vídeo que a minha esposa fez hoje, para dividir com vocês a minha alegria. Estou cercado de carinho e de incentivos para me sentir um pouco melhor todos os dias. Pedalando desse jeito, em breve eu volto pra Santos, não acham?“, escreveu o eterno camisa 10 da Seleção.

Rei e Rainha

Pelé assistindo Marta jogar
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Diariamente, Pelé e sua família vêm postando imagens que mostram a boa recuperação do Rei. Em uma das publicações, Kely Nascimento mostrou o pai assistindo ao amistoso da seleção brasileira feminina contra a Argentina.

Na foto, o ex-jogador observa Marta, autora de um dos gols da goleada de 4 a 1 aplicada contra o time adversário no estádio Almeidão, na Paraíba. “Assistindo a Rainha fazer rainha”, dizia a legenda da foto publicada pela filha de Pelé.

Os próximos passos

pele3
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

O ex-jogador, de 80 anos, segue sob cuidados médicos no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Pelé está internado desde o último dia 31 de agosto e ainda não tem previsão de alta. No entanto, o tricampeão mundial pela Seleção Brasileira vem mostrando uma boa recuperação e em breve deve ir para casa.

Mas esta não é a primeira vez em que Pelé é internado com problemas de saúde. Aliás, você sabia que o ex-jogador já precisou retirar um dos rins?

Pelé tem só um rim

New York Cosmos
Focus on Sport/Getty Images
Focus on Sport/Getty Images

Poucos fãs sabem, mas Pelé vive com apenas um rim desde a década de 70. O eterno camisa 10 da Seleção Brasileira tirou um dos rins quando era jogador do Cosmos, nos Estados Unidos, em 1977, por conta de uma lesão sofrida ainda no Brasil.

Segundo informações reveladas nos últimos anos, Pelé sofreu uma fratura na vértebra após uma joelhada na época em que ainda era jogador do Santos, e o trauma causou a perfuração em seu órgão. Já em Nova York, ele começou a sentir febres e foi informado. Foi quando descobriu que um de seus rins não estava em funcionamento e precisava ser retirado.

A reveleção

Pelé confirma ter só um rim
Marcus Brandt/picture alliance via Getty Images
Marcus Brandt/picture alliance via Getty Images

Pelé nunca deixou que a informação sobre a retirada de um de seus rins fosse divulgada no Brasil. Só depois de muitos anos é que ele resolveu falar sobre o assunto. Até pouco tempo, poucas pessoas sabiam sobre a cirurgia realizada pelo Rei do Futebol nos Estados Unidos durante a década de 70.

A notícia só foi revelada em 2014, enquanto Pelé se recuperava no Hospital Albert Einstein de uma intervenção cirúrgica para retirada de cálculos renais, ureterais e vesicais, que causavam obstrução ao fluxo urinário.

Precisou de hemodiálise em 2014

Pele Visits Rio De Janeiro Apple Store Ahead Of World Cup
Mario Tama/Getty Images
Mario Tama/Getty Images

Alguns dias após a cirurgia para retirada dos cálculos,Pelé voltou a ser hospitalizado em virtude de uma nova infecção do trato urinário. E desta vez o suto foi ainda maior. Durante sua internação, o ex-jogador foi parar na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Albert Einstein, e lá ficou por uma semana.

Pelé precisou ser transferido para a UTI por conta de uma piora do quadro. O astro do futebol chegou a ter uma infecção generalizada (sepse) e uma parada renal, o que exigiu que ele foi submetido a sessões de hemodiálise. Felizmente, aos poucos, ele foi recuperando a função renal e conseguiu receber alta na segunda semana de dezembro de 2014. Ainda assim, foram 15 dias de apreensão.

Mais uma cirurgia

Football Legend Pele During Under-17 Subroto Cup Tournament In Delhi
Sanjeev Verma/Hindustan Times via Getty Images
Sanjeev Verma/Hindustan Times via Getty Images

Os problemas no trato urinário persistiram nos anos seguintes. Em maio de 2015, Pelé foi submetido a um procedimento cirúrgico para tratar uma hiperplasia na próstata, condição que faz com que o paciente retenha muita urina – aumentando a chance de infecção urinária. Na época, ele estava com 74 anos.

A cirurgia foi realizada para evitar que Pelé voltasse a sofrer um quadro de infecção urinária como no ano anterior. Mas, infelizmente, Pelé voltou a passar por uma nova infecção alguns anos depois.

Um susto na França

Anthony Ghnassia/Getty Images For Hublot)
Anthony Ghnassia/Getty Images For Hublot)

Quase quatro anos depois, em abril de 2019, Pelé se sentiu mal após um evento comercial com o jogador Mbappé em Paris, na França, e foi diagnosticado novamente com infecção urinária grave. Foram seis dias internado. No American Hospital of Paris, o ex-atleta precisou passar por uma intervenção cirúrgica de emergência para desobstrução de uréter.

Ao retornar para o Brasil, Pelé foi encaminhado ao hospital Albert Einstein, em São Paulo, para dar sequência ao tratamento.

Pelé diz ter sofrido erro médico

FBL-BRA-PELE-HEALTH
NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images
NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

Pelé teve outros problemas de saúde nos últimos anos, tendo passado por operações na coluna (2015) e no quadril (2012 e 2016). Mas nem todos os procedimentos foram um sucesso. Segundo o ex-jogador, ele sofreu uma erro médico em sua primeira cirurgia no quadril.

Em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo”, Pelé disse precisou ser submetido a uma nova operação, nos Estados Unidos, para corrigir um erro na implantação de uma prótese entre o fêmur e bacia. No entanto, após investigação, a comissão de ética do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) concluiu que não houve erro médico na cirurgia de 2012.

Fora da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos

Pelé passou por duas cirurgias no quadril
NEIL HALL/Anadolu Agency/Getty Images
NEIL HALL/Anadolu Agency/Getty Images

Embora já tenha passado por duas cirurgias, até hoje as dores em seu quadril atrapalham a vida de Pelé. Em 2016, ele chegou a desistir de ir à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio por falta de condições físicas.

“Queridos amigos, Só Deus é mais importante do que minha saúde! Em minha vida tive fraturas, cirurgias, dores, internações em hospitais, vitórias e derrotas, e sempre respeitando aqueles que me admiram. A responsabilidade das decisões é minha onde sempre procurei não decepcionar a minha família e o povo brasileiro”, disse Pelé na época através de nota oficial.

A força do Rei

Russian President Putin meets with football stars before 2018 FIFA World Cup final draw
Mikhail MetzelTASS via Getty Images
Mikhail MetzelTASS via Getty Images

Mas o ex-atleta não deixou que as dores o afastassem totalmente de seus compromissos. Desde 2015, Pelé tem se esforçado para cumprir sua agenda e, com a ajuda de um andador ou de cadeiras rodas, ele tem conseguido marcar presença em alguns dos principais eventos esportivos do mundo.

Em 2017, por exemplo, o ídolo do futebol mundial foi ao sorteio da Copa do Mundo em Moscou, na Rússia, usando uma cadeira de rodas. Na ocasião, ele tinha 77 anos.

Rumores sobre depressão

FBL-BRA-PELE-HEALTH
NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images
NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

No ano de 2020, Edinho, filho de Pelé, chegou a dizer durante uma entrevista que seu pai estava fragilizado e com “uma certa depressão” por conta dos problemas físicos. “Ele está bastante fragilizado em relação à mobilidade. Ele fez o transplante do quadril e não fez uma reabilitação adequada, ideal. Então, ele está com esse problema da mobilidade, que acaba acarretando uma certa depressão, um quadro ali”, disse o ex-goleiro em entrevista ao “Globoesporte.com”.

“Imagina, ele é o rei, sempre foi uma figura tão imponente, e hoje ele não consegue mais andar direito. Ele fica muito acanhado, muito constrangido com isso”, completou Edinho.

Pelé nega depressão

FBL-BRAZIL-PELE
MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images
MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images

Após as declarações de seu filho Edinho de que estava passando por uma “certa depressão” e não queria “sair de casa”, Pelé fez questão de tranquilizar seus fãs. “Inventaram que eu estou deprimido, mas não é verdade”, disse o Rei em entrevista à “CNN”.

Na mesma época, Pelé soltou também um comunicado oficial dizendo estar bem e seguindo sua agenda “atarefada” como possível. “Não evito cumprir os compromissos da agenda sempre em movimento. Continuo observando as limitações físicas da melhor maneira possível, mas pretendo manter a bola rolando”, afirmou ele na mensagem no início de 2020.

O maior de todos

Soccer: Pele
by/picture alliance via Getty Images
by/picture alliance via Getty Images

O certo é que todos os apaixonados por futebol desejam ver Pelé recuperado e de volta aos eventos esportivos assim que possível. Afinal, estamos falando do melhor jogador de todos os tempo e talvez o brasileiro mais conhecido no mundo.

Os louros se devem ao títulos de três Copas do Mundo (1958, 1962 e 1970) e os feitos com a camisa do Santos. Pelo Peixe, ele ganhou o Campeonato Brasileiro seis vezes, além de conquistar duas Libertadores.