Tudo Sobre Luis Suárez: O Jogador Mais Polêmico Das Últimas Copas

O uruguaio Luis Suárez tem a carreira marcada por muitos gols e algumas polêmicas. Neste ano, o atacante vai disputar seu terceiro Mundial com a camisa da seleção do Uruguai. Por isso, separamos alguns fatos marcantes sobre a sua trajetória.

Nas duas últimas Copas, Suárez apareceu nas manchetes por conta do seu comportamento em campo. Quem não lembra da mordida que o uruguaio deu noitaliano Giorgio Chiellini em 2014? O fato ficará marcado para sempre na história da competição, mas aquela, apesar de mais lembrada, não foi nem a primeira, e nem a única, mordida do craque do futebol.

Relembre outros episódios envolvendo o atacante e conheça sua história de vida!

O começo da carreira

Foto: Bryn Lennon/Getty Images

Hoje no poderoso Barcelona, “El Pistolero” começou a carreira no Nacional de Montevidéu, em 2005. Depois de 35 jogos e 12 gols, o atacante se transferiu para o Groningen, da Holanda. Lá foram 15 gols em 37 partidas. E logo foi parar em um dos principais times holandeses: o Ajax. Foi no time de Amsterdã que Suárez chamou atenção do mundo. De 2007 a 2011, ele jogou 159 vezes e balançou a rede em 111 oportunidades.

Enfim Barcelona

Foto: Albert Llop/Anadolu Agency/Getty Images

Em 2011, Suárez foi vendido ao Liverpool, onde se tornou ídolo jogando ao lado de jogadores como Steven Gerrard. Na Inglaterra, ele marcou 82 gols pelos Reds em 133 partidas, durante três temporadas. Em 2014, após a polêmica da mordida na Copa, Suárez foi contratado pelo Barcelona. Pelo clube espanhol, ele já soma diversos títulos como a Liga do Campeões 2014/15, Campeonato Espanhol (três vezes) e Copa do Rei (quatro vezes).

Suárez morde Chiellini

Foto: Matthias Hangst/Getty Images

Na Copa do Mundo do Brasil, em 2014, Suárez mordeu o ombro de Giorgio Chiellini durante a vitória por 1 a 0 do Uruguai sobre a Itália, com gol de Diego Godín, na Arena das Dunas, em Natal. O árbitro Marco Rodríguez, no entanto, não viu o lance, e sequer advertiu o atacante com um cartão amarelo. Porém, as câmeras não deixaram passar o momento exato em que o uruguaio morde o adversário.

A punição

Foto: Shaun Botterill – FIFA/FIFA via Getty Images

Suárez foi punido pela Fifa com uma suspensão de nove partidas. Além disso, o jogador ficou banido de qualquer atividade relacionada ao futebol por quatro meses. Durante esse período, ele precisou ficar longe dos estádios de futebol. Ele foi enquadrado em dois artigos do Código Disciplinar da Fifa: o 48 e o 57. O primeiro diz respeito a condutas impróprias contra adversários, e o segundo descreve comportamento antidesportivo. A punição dada ao uruguaio é a maior já vista na história das Copas.

Uruguai é eliminado

Foto: Mike Egerton/PA Images via Getty Images

Sem seu principal jogador, o Uruguai não conseguiu chegar muito longe na Copa do Mundo de 2014. Nas oitavas de final, a Celeste caiu para a Colômbia, que pegou a seleção brasileira não sequência. Com dois gols do craque James Rodríguez, os colombianos venceram por 2 a 0 no Maracanã. E assim os uruguaios se despediram do Brasil.

Suárez já tinha mordido antes

Foto: ANDREW YATES/AFP/Getty Images

Foi a terceira vez que Suárez mordeu um jogador durante uma partida. Ela já havia feito isso em 2010, quando jogava o campeonato holandês pelo Ajax, e em 2013, na liga inglesa com a camisa do Liverpool. Na primeira vez, ele foi suspenso por sete partidas. Na segunda vez foram dez jogos afastado, além da sugestão de uma terapia para “controle da raiva”.

Por que ele morde?

Foto: Quality Sport Images/Getty Images

O motivo nunca ficou claro. Porém, especialistas explicam o que leva um atleta a fazer isso. “Não é algo pré-planejado – é uma resposta muito espontânea, emocional. Ele faz isso no impulso”, afirmou em entrevista à BBC Thomas Fawcett, especialista em psicologia ligado à Universidade inglesa de Salford. Segundo Fawcett, a ocorrência de mordidas em esportes de contato (como boxe, rugby e futebol) geralmente se dá em situações nas quais um atleta se encontra sob pressão. Acuado, o esportista termina enxergando a mordida como única saída e ataca, numa espécie de resposta primitiva do corpo que se antecipa a qualquer processo de pensamento.

Avó tenta entender

Foto: Power Sport Images/Getty Images

Em entrevista ao jornal “El País”, a avó paterna de Suárez, Lila René Píriz, citou um fato da infância: “Ele não era de brigar, era bem bonzinho, bom companheiro. Não sei o que aconteceu com meu menininho. Não sei por que ele tem esses ataques, quando tem de tudo para ser apenas feliz. Talvez o divórcio de seus pais e as privações que passou sejam a origem dessas mordidas“.

Mike Tyson defendeu

Foto: Bobby Bank/WireImage/Shaun Botterill – FIFA/FIFA via Getty Images

Logo após o episódio na Copa do Mundo 2014, Mike Tyson começou a seguir o uruguaio no Twitter. Diante de grande repercussão ele justificou e saiu em defesa de Suárez: “Eu entrei no Twitter e pensei que seria legal procurá-lo, esse é um cara interessante, vou procurar mais sobre ele, entendê-lo, saber um pouco mais sobre sua jornada até aqui. Sabe, ele mordeu alguém, e todos temos dias ruins, entende? Tenho certeza de que ele já pediu desculpas a esse cara, assim como eu pedi a Evander, e a vida segue”. Os opostos se atraem, mas os semelhantes também!

A separação da amada

Foto: VI Images via Getty Images

O atacante pode até ter sofrido com a separação dos pais, mas a pior coisa aconteceu um pouco depois. Em 2003, quando tinha apenas 16 anos, Sofia Balbi precisou se mudar para a Espanha com sua família, por problemas financeiros. Então o foco de Suárez passou a ser um só: chegar a Europa e reencontrar sua amada. E deu certo! Com 18 anos, ele se destacou no Campeonato Uruguaio e despertou o interesse do pequeno Groningen, da Holanda.

O casamento

Foto: Fotonoticias MDB/WireImage/Getty Images

Em 2009, ainda no Ajax, Suárez se casou com Sofia em Amsterdam. No ano seguinte, o casal teve Delfine. Em 2013, nasceu mais um herdeiro: Benjamin. Sempre apaixonado, ele destaca a importância da mulher em sua vida: “O meu gol mais bonito? Deixa eu pensar… Barcelona… Liverpool… Ajax… seleção… Nada disso. O meu gol mais bonito foi conhecer a minha mulher, que me deu estabilidade”.

A primeira polêmica na Europa

Foto: JEFF PACHOUD/AFP/Getty Images

Ainda nos tempos de Ajax, o uruguaio se desentendeu com o espanhol Albert Luque. Durante o primeiro tempo, o atleta se irritou com Suárez por não ter recebido uma bola em um determinado lance da partida. A situação piorou na saída das equipes para os vestiários. Os dois começaram a discutir e acabaram se agredindo. Naquela época Suárez já mostrava seu temperamento explosivo.

Suárez é expulso nas quartas

Foto: Michael Steele/Getty Images

Na África do Sul, em 2010, Suárez usou sua mão intencional para evitar o gol da Gana no último minuto da partida válida pelas quartas de final. Por conta disso, ele recebeu o cartão vermelho, mas acabou virando herói depois que Asamoah Gyan perdeu a penalidade máxima. Após o jogo terminar empatado em 1 a 1, os uruguaios garantiram a classificação nos pênaltis. Naquele época, Luisito ainda jogava no Ajax, da Holanda.

Copa terminou por falta dele?

Foto: Tony Marshall – EMPICS/PA Images via Getty Images

Suárez foi fundamental para a classificação, mas fez muita falta nos jogos seguintes. Sem ele, a seleção celeste perdeu a chance de disputar o título da Copa de 2010, ao ser derrotada pela Holanda por 3 a 2 na semifinal. Na disputa pelo terceiro lugar, outro tropeço. Desta vez para a Alemanha, pelo mesmo placar.

Acusado de racismo

Foto: ANDREW YATES/AFP/Getty Images

Em 2011, jogando pelo Liverpool, Suárez foi acusado de ofensa racial contra Patrice Evra, do Manchester United, durante uma partida do Campeonato Inglês. Ele foi suspenso por oito partidas e multado em 40 mil libras (68 mil dólares). Na época, ele disse que a polêmica foi causada por um problema de idioma. Suárez admitiu que usou a palavra “negro” em discussão com o francês, mas explicou que, em espanhol, o significado do termo é diferente em relação ao inglês: “Agora as pessoas vão dizer: ‘OK, mas você disse preto’ – e não devia. Mas Evra iniciou a discussão em espanhol, e a língua tem várias dessas coisas: ‘Guapo’ (bonito), ‘Gordo’, ‘Flaco’ (magro)’… Apelidos baseados em características físicas. Negro pode se referir a qualquer um com o cabelo ou a pele escura”.

Com moral

Foto: Luis Vera/Getty Images

Mesmo com tantas polêmicas, ele é a principal esperança do Uruguai em 2018. O atacante do Barcelona é considerado por muitos um dos principais jogadores do mundo. Seu comportamento “estranho” não afetou sua carreira nos clubes nem sua fama entre os uruguaios. Por isso, ele é ídolo da equipe espanhola e chega a sua terceira Copa como principal estrela do Uruguai.

Suárez na Seleção

Foto: Sandro Pereyra/Getty Images

Pela seleção, Luisito é convocado desde 2007, e já marcou 51 vezes em 98 partidas. Título de Copa do Mundo ele não tem, mas ajudou o time a vencer a Copa América de 2011. Além disso, é o maior artilheiro da história da seleção uruguaia. Por isso, ele é ídolo no país e considerado por muitos o melhor jogador de todos os tempos do Uruguai.

Campeão da Copa América

Foto: Buda Mendes/LatinContent/Getty Images

Seu principal título pelo Uruguai foi a Copa América de 2011. Além de ser decisivo, o atacante ainda levou a melhor no duelo particular com o companheiro Diego Forlán e foi eleito o craque da competição. Os dois marcaram os gols da vitória por 3 a 0 sobre o Paraguai na final, mas foi Suárez quem ganhou o prêmio mais cobiçado entre os jogadores da competição. No total, ele marcou quatro vezes na Copa América daquele ano.

2010 e 2014 no passado

Foto: VCG/VCG via Getty Images

Passados quatro anos do último Mundial, Suárez garante ter deixado os lances polêmicos no passado. Em 2018, ele quer fazer ainda mais história com a seleção uruguaia: “Qualquer jogador sonha em poder jogar e viver uma Copa do Mundo. Já é passado as de 2010 e 2014. Chego com outras expectativas, com outros jogadores e outras sensações que motivam muito para chegar longe num Mundial”.

Uruguai na Copa

Foto: Sandro Pereyra/Getty Images

Vale lembrar que o Uruguai está no Grupo A da Copa do Mundo e estreia dia 15 de junho, próxima sexta-feira, contra a seleção do Egito, em Ecaterimburgo. Cinco dias depois, o adversário da vez é a Arábia Saudita, em Rostov. A última partida da equipe celeste pela primeira fase está marcada para para o dia 25, contra os anfitriões russos, em Samara. E Suárez é com certeza a principal arma dos uruguaios para chegar às oitavas de final.