River-Boca: A Rivalidade Histórica Que Levou A Suspender A Final Da Copa Libertadores

Em todos os países do mundo há uma rivalidade marcante no campo do futebol. Cada nação tem um clássico que é o que a maioria das chamadas públicas, mas o que muda é a paixão com que uma festa se sente. E isso pode variar de um simples espetáculo esportivo ao sentimento de que se está na presença de uma guerra.

Há algum tempo, o River-Boca se posicionou entre os clássicos mais importantes do mundo e todos os jornais do planeta o reconhecem como tal. Mas nunca um jogo entre os dois foi tão importante, como disputar a Copa Libertadores em 2018 e terminou em uma final das mais vergonhosas da história do futebol mundial. Nós explicaremos o porquê e as causas por trás de toda a agressão.

De onde vem a rivalidade?

Foto de Keystone/Getty Images.

O início do século XX marcou a grande rivalidade entre estes dois clubes que são considerados os dois maiores da Argentina, dos mais importantes da América e conseguiram lutar contra gigantes europeus – e vencê-los – apesar da inferioridade de condições.

O porto de La Boca, na capital federal da Argentina, foi onde ambos foram forjados pelos imigrantes que chegavam ao país. Era um clássico de vizinhos que estava longe de ser o que é hoje e que se caracterizava pelo cavalheirismo e respeito.