Relembrando Os 19 Títulos De Grand Slam De Rafael Nadal

19 troféus de Grand Slam já coroam as prateleiras de Rafael Nadal, a apenas um de distância do recorde de 20 de Roger Federer. Ter os “quatro grandes” significa pertencer a um clube lendário do circuito mundial do tênis.

É considerado como um dos maiores tenistas de todos os tempos e seu sucesso no saibro ou terra batida o fez ganhar o apelido de “rei do saibro”, levando muitos especialistas a considerá-lo o maior jogador de tênis da história nesta superfície, superando até mesmo o lendário sueco Björn Borg. Vamos agora relembrar os 19 sucessos de Rafa Nadal. Não deixe de ler!

Roland Garros 2005

01
Stephane Cardinale/Corbis via Getty Images
Stephane Cardinale/Corbis via Getty Images

Sua fama chegou em 2005, com sua vitória no maior templo do saibro, Roland Garros, em Paris, dois dias após seu aniversário de dezenove anos. Para vencer o Roland Garros de 2005, ele teve que vencer na semifinal nada menos que Roger Federer, um jogador excepcional que já havia vencido tudo; e Mariano Puerta, um jogador magnífico que submeteu Nadal a um teste duro na final. No entanto, ele ganhou mostrando uma frieza competitiva, porém imprópria para alguém tão jovem, prevendo assim um futuro esplêndido em sua carreira profissional.

Esse triunfo transformou esse jovem tenista em um fenômeno da mídia. Seus rivais no circuito internacional não hesitaram em elogiar seu talento e qualificá-lo como um “grande jogador”.

Roland Garros 2006

02
Marc Susset-Lacroix/WireImage
Marc Susset-Lacroix/WireImage

Essa foi a 39ª edição da era aberta e a 110ª de todos os tempos. Rafael Nadal, que já era considerado o melhor jogador do mundo em quadras de saibro, se colocou mais uma vez no caminho vitorioso do suíço Roger Federer. O tenista espanhol conquistou o bicampeonato do Torneio de Roland Garros ao ganhar por 3 sets a 1, com parciais de 1-6, 6-1, 6-4 e 7-6 (7-4). Para complementar, com essa vitória, Nadal impediu que Federer conquistasse o quarto título de Grand Slam consecutivo.

Roland Garros 2007

03
Cynthia Lum/WireImage
Cynthia Lum/WireImage

Foi a 40ª edição da era aberta e a 111ª de todos os tempos e 10 anos antes, em 1997, Gustavo Kuerten conquistava uma vitória inédita para o país. O troféu de Roland Garros transformou a história do esporte no Brasil e marcou o início de uma trajetória de muito sucesso do catarinense no esporte mundial. Na época, o espanhol, era o número 2 do ranking da ATP, e venceu Roger Federer por 6-3, 4-6, 6-3, 6-4. O tenista espanhol jogou de maneira muito inteligente, acertando a bola com força e direcionando-a para lugares onde sabia que Federer seria fraco para responder.

Wimbledon 2008

04
David Ashdown/Getty Images
David Ashdown/Getty Images

Rafa Nadal venceu, naquela que seria a final mais longa da história de Wimbledon, Roger Federer, o maior tenista de todos os tempos por 6-4, 6-4, 6-7, 6-7 e 9-7. Rafa somou então, seu segundo Grand Slam da temporada depois de Roland Garros. A partida foi classificada “como a melhor partida de tênis de todos os tempos”.

Durante sua campanha inglesa, Nadal não passou por grandes sustos. Antes da final contra Federer, o único set que ele havia perdido havia sido na segunda rodada diante de Ernest Gulbis.

Roland Garros 2008

05
Mike Hewitt/Getty Images
Mike Hewitt/Getty Images

Rafael Nadal foi mais uma vez arrasador na final de Roland Garros. Sem permitir que o suíço Roger Federer ficasse à frente no placar, ele derrotou o número 1 do mundo por 3 sets a 0, com fáceis parciais de 6-1, 6-3 e 6-0, e conquistou o tetracampeonato em uma hora e 49 minutos.

Com o triunfo, Nadal igualou uma antiga marca do lendário Bjorn Borg, que, até então, era o único tenista a conquistar quatro títulos consecutivos no saibro parisiense (1978 a 1981).

Australian Open 2009

06
Recep Sakar/Anadolu Agency/Getty Images
Recep Sakar/Anadolu Agency/Getty Images

O Australian Open de 2009, disputado no Melbourne Park, em Melbourne, na Austrália, foi a 41ª edição da era aberta e a 97ª de todos os tempos.

Rafael Nadal derrotou Roger Federer (7-5, 3-6, 7-6 (3), 3-6, 6-2) para conquistar o título de simples masculino. Este é o primeiro título de Nadal de um grand slam em quadra rápida, tendo anteriormente conquistado títulos de grand slam somente em quadras de saibro e em quadra de grama. Ele também se tornou o primeiro espanhol a ganhar o torneio.

U.S. Open 2010

07
TIMOTHY A. CLARY/AFP/Getty Images
TIMOTHY A. CLARY/AFP/Getty Images

Em Nova York, setembro de 2010. O placar do Estádio Arthur Ashe mostra 6/4, 5/7, 6/4 e 6/2. O espanhol derrotou Novak Djokovic. Rafael Nadal passou a ser campeão do US Open – e também de Wimbledon, do Australian Open e de Roland Garros.

O número 1 do mundo passou a ter o chamado Career Golden Slam, ou seja, os quatro torneios mais importantes do circuito, mesmo que em anos diferentes, e conquistou uma medalha de ouro olímpica em simples. Na história do tênis, apenas Andre Agassi conseguiu a façanha.

Wimbledon 2010

08
Rebecca Naden/PA Images via Getty Images
Rebecca Naden/PA Images via Getty Images

Rafael Nadal volta a saborear a glória de se proclamar campeão em Wimbledon, após se impor de forma clara, enfática e contundente sobre Tomás Berdych por 6-3, 7-5 e 6-4. O número um do mundo jogou como tal e adicionou mais um troféu, no caso seu oitavo Grand Slam. No ano passado, ele não pôde jogar o torneio devido a lesão, mas mais uma vez demonstra que com trabalho e esforço todas as situações podem ser superadas.

Roland Garros 2010

09
BERTRAND LANGLOIS/AFP/Getty Images
BERTRAND LANGLOIS/AFP/Getty Images

Rafael Nadal se tornou campeão de maneira brilhante em Roland Garros, depois de se impor a Robin Soderling, vencendo por 6-4, 6-2 e 6-4 em duas horas e meia. O adversário nunca se apresentou como um forte adverrsário diante de uma técnica infinitamente superior do número um do mundo.

Rafael Nadal conquistou assim seu quinto título em Porte d’Auteuil em seis tentativas e ainda conseguiu se vingar de Robin Söderling, que havia infligido sua primeira – e até a ocasião única- derrota em Roland Garros no ano anterior.

Roland Garros 2011

10
liewig christian/Corbis via Getty Images
liewig christian/Corbis via Getty Images

Rafael Nadal conquistou seu sexto título de Roland Garros em 2011. E o troféu veio acompanhado de recorde. Com a vitória por 3 a 1 (7-5, 7-6 (3), 5-7 e 6-1) sobre Roger Federer, o espanhol igualou Björn Borg e, ao lado dele, é o maior vencedor da história do Grand Slam francês. A soberania no saibro ainda lhe rendeu a manutenção do topo do ranking – fato que só foi possível com a ajuda e “presente de aniversário” dado pelo rival suíço. Foi justamente Federer que tirou de Novak Djokovic a possibilidade de ser o número 1 do mundo, alguns dias antes.

Roland Garros 2012

11
liewig christian/Corbis via Getty Images
liewig christian/Corbis via Getty Images

Assim como Ayrton Senna foi o “Rei de Mônaco”, Roland Garros passou a ter, em 2012, um rei absoluto: Rafael Nadal! O tenista espanhol derrotou Novak Djokovic, em dois sets (por causa da chuva) e uma pontuação de 6-4, 6-3, 2-6 e 7-5. A chuva ameaçou e se cumpriu … mas desta vez não estragou uma final histórica!

O sétimo Roland Garros de Rafael Nadal significa igualar Björn Borg em número de grandes títulos

U.S. Open 2013

12
Tim Clayton/Corbis via Getty Images
Tim Clayton/Corbis via Getty Images

Mandar ver um placar de 6-2, 3-6, 6-4 e 6-1 em 3 horas e 21 minutos era tudo o que Rafa Nadal precisava para fechar o US Open 2013 e superar de todas as maneiras o jogo contra Novak Djokovic.

Com mais esse Grand Slam em sua carreira, Rafa Nadal é o único a ameaçar os recordes conquistaram o americano Pete Sampras e o suíço Roger Federer.Esse foi seu segundo título do U.S. Open

Roland Garros 2013

13
liewig christian/Corbis via Getty Images
liewig christian/Corbis via Getty Images

9 de junho de 2013, será lembrado pelos fãs de tênis como o dia em que um jogador foi coroado em um Grand Slam pela 8ª vez. O nome do artista não é outro senão o de Rafael Nadal e o palco, Roland Garros, onde ele chegou a mais uma final

Na capital da gala, ele emplacou 59 vitórias e apenas uma derrota (contra Robin Soderling em 2009). Ele é o jogador com mais vitórias por lá, superando o recorde de 58 vitórias do argentino Guillermo Vilas.

Roland Garros 2014

14
Cynthia Lum/Icon SMI/Corbis/Icon Sportswire via Getty Images
Cynthia Lum/Icon SMI/Corbis/Icon Sportswire via Getty Images

Em 2014, parecia mais que os incritos para o torneio de Roland Garros estavam lá para disputar do segundo lugar para baixo. Rafa Nadal conquistou pela 9ª vez o título no saibro de Paris, depois de vencer Novak Djokovic na final com um placar de 3-6, 7-5, 6-2 e 6-4 após três horas e meia de ação.

Rafa Nadal é o primeiro a levantar a “Copa dos Mosqueteiros” cinco vezes consecutivas. Um triunfo que permitiu que permanecesse como número um no mundo!

Roland Garros 2017

15
Tim Clayton/Corbis via Getty Images
Tim Clayton/Corbis via Getty Images

Rafael Nadal não deu chance ao suíço Stanislas Wawrinka (2-6, 3-6, 1-6) e ganhou seu 10º Roland Garros e seu 15º Grand Slam, depois de duas temporadas de jejum de grandes títulos. Após duas horas e cinco minutos de partida, Nadal se tornou o primeiro homem na história a conquistar dez vezes o mesmo Grand Slam.

Na ocasião, somente a australiana Margaret Court, ganhadora de 11 Abertos da Austrália entre 1960 e 1973, superava a marca do espanhol.

U.S. Open 2017

16
Matthew Stockman/Getty Images
Matthew Stockman/Getty Images

O US Open de 2017 foi disputado nas quadras do USTA Billie Jean King National Tennis Center nos Estados Unidos. Na ocasião, o suíço Stan Wawrinka havia operado o joelho esquerdo e não pôde defender o título.

Depois de quatro anos, Rafael Nadal conquistou o terceiro US Open – o 16º Grand Slam – contra Kevin Anderson por 6-3, 6-3 e 6-4. O tenista espanhol foi muito superior do começo ao fim e em nenhum momento deu uma opção ao seu rival, que estreou como finalista do Grand Slam.

Roland Garros 2018

17
Ian MacNicol/Getty Images
Ian MacNicol/Getty Images

Nadal mordeu mais uma Copa dos Mosqueteros. Com os 11 títulos em Paris, ele iguala os 11 da australiana Margaret Court em Melbourne, e os números de ouro se sobressaem: 17 Grand Slams, 79 títulos no total.

Após a partida, o ganhador do Roland Garros 2018, posou para uma foto com todos os gandulas, e disse: “É mais que um sonho ganhar Roland Garros pela 11ª vez”. Ele somou 86 vitórias e apenas duas derrotas no torneio francês.

Roland Garros 2019

18
Clive Mason/Getty Images
Clive Mason/Getty Images

Chega o mês de maio e como se de uma questão litúrgica se tratasse, a peregrinação de Rafael Nadal a Paris termina uma vez mais como no ano anterior: levantando a Copa dos Mosqueteiros e mordendo o metal, projetando sua lenda no saibro ao infinito. Nadal e Roland Garros, a maravilhosa história de nunca acabar. Já são 18 títulos do Grand Slam, a apenas dois de Roger Federer e três à frente de Novak Djokovic. Já são 12 troféus na Cidade Luz, este último obtido depois de um passeio do início ao fim, sem muita oposição por parte de seu teórico sucessor, Dominic Thiem, na final de placar 6-3, 5-7, 6-1 e 6-1, em 3h01.

U.S. Open 2019

19
Tim Clayton/Corbis via Getty Images
Tim Clayton/Corbis via Getty Images

Rafael Nadal e Roger Federer reescrevem, a cada torneio, os limites do tênis. No dia 08 de setembro último, foi a vez de o espanhol protagonizar um novo capítulo desta história ao levantar pela quarta vez na carreira o troféu do US Open.

Na final, ele venceu o russo Daniil Medvedev, 23, por 7/5, 6/3, 5/7, 4/6 e 6/4 em uma batalha de quase cinco horas. Aos 33 anos, Nadal conquista o seu 19º título de Grand Slam, o que o deixa a apenas um troféu do recorde entre os homens que é de 20, não por acaso estabelecido por Roger Federer.