Os Últimos Jogadores Que Ganharam o Prêmio Golden Boy e Quem é o Brasileiro Que Pode Conquistar o Próximo

Entregue pelo jornal italiano “Tuttosport” desde 2003, o prêmio Golden Boy é atribuído ao melhor jogador com menos de 21 anos da temporada europeia. O próximo vencedor será conhecido no dia 13 de dezembro, sendo definido por um júri composto por 40 jornalistas de diferentes veículos esportivos. A lista tem 20 finalistas, entre eles o atacante brasileiro Rodrygo, do Real Madrid.

Rodrygo pode ser o terceiro brasileiro a conquistar o prêmio. A seguir, você confere quem foram os dois que já ganharam, além de uma lista com todos os vencedores anteriores e como suas carreiras evoluíram após a premiação que é considerada a Bola de Ouro para jogadores mais jovens.

Nem todos chegam lá

Manchester United v Norwich City - Barclays Premier League - Old Trafford
Getty Images
Getty Images

Embora o prêmio Golden Boy muitas vezes seja um bom indicador de sucesso futuro, nem todos os vencedores conseguem corresponder às expectativas dos torcedores, clubes e imprensa. Jogadores como Lionel Messi e Wayne Rooney – que foram nomeados vencedores na década de 2000 – conseguiram alcançar um grande sucesso. No entanto, alguns talentos nunca chegaram a se tornar verdadeiros craques. A sensação é que eles ficaram devendo.

Você consegue lembrar ou até mesmo adivinhar quem foram os atletas que acabaram decepcionando? Continue lendo e tire suas próprias conclusões.

Rodrygo: o único representante brasileiro deste ano

Rodrygo concorre ao Golden Boy
Angel Martinez/Getty Images
Jose Breton/Pics Action/NurPhoto via Getty Images

Atribuído pelo jornal italiano “Tuttosport” desde 2003, o Golden Boy já coroou dois brasileiros ao longo de sua história. Em 2008, Anderson, que atuava pelo Manchester United, levou o troféu. No ano seguinte, foi a vez de Alexandre Pato, ex-Milan, ser eleito o vencedor. E agora temos a chance de ter mais um brasileiro na lista.

O único representante brasileiro é o atacante Rodrygo, do Real Madrid. Nascido em 9 de janeiro de 2001, ele é o mais velho entre os 20 finalistas da edição 2021. Ele aparece ao lado de nomes como Bellingham (Borussia Dortmund), Camavinga (Real Madrid), Gavi (Barcelona), Greenwood (Manchester United), Daniel Maldini (Milan), Musiala (Bayern de Munique), Nuno Mendes (PSG), Pedri (Barcelona) e Saliba (Bayern de Munique).

    2020: Haaland (Borussia Dortmund)

    Golden Boy 2020: Haaland
    Peter Lous/BSR Agency/Getty Images
    Peter Lous/BSR Agency/Getty Images

    O último vencedor foi o norueguês Erling Haaland. O atacante tem mostrado um futebol de alto nível desde que estreou no RB Salzburg, há menos de dois anos. Ele é, de fato, uma das mais espetaculares revelações recentes do futebol.

    Haaland joga atualmente com a camisa do Borussia Dortmund, mas já está na mira de outros gigantes do futebol europeu. Os principais clubes interessados nos serviços do jovem artilheiro são Real Madrid, Paris Saint-Germain, Manchester United e Manchester City.

    2019: João Félix (Benfica e Atlético de Madrid)

    Golden Boy: João Félix
    David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images
    David S. Bustamante/Soccrates/Getty Images

    João Félix também é uma das grandes revelações dos últimos anos. Não à toa foi contratado por € 126 milhões pelo Atlético de Madrid em 2019, sendo uma das transferência mais caras de todos os tempos. Antes de fechar com o time espanhol, o craque português marcou 32 gols para o Benfica na campanha de 2018/19, o que o ajudou a elevar seu valor e a conquistar o prêmio Golden Boy.

    Agora, o a atacante tem lutado para manter o mesmo futebol com o Atlético que mostrou com a camisa do Benfica. Embora ainda esteja se adaptando, ele tem muito tempo para se tornar um dos atacantes mais letais da Europa.

    2018: De Ligt (Ajax)

    Golden Boy 2018: De Ligt (Ajax)
    TF-Images/Getty Images
    TF-Images/Getty Images

    Nascido em 12 de agosto de 1999, o holandês Matthijs de Ligt atraiu a atenção de toda a Europa depois de ser escolhido capitão do time do Ajax quando tinha apenas 18 anos. No mesmo ano, ganhou o prêmio Golden Boy, tornando-se o primeiro zagueiro a conseguir tal feito.

    Desde então, ele nunca mais olhou para trás. Na temporada 2018/19, ajudou a equipe holandesa a superar os gigantes Real Madrid e Juventus durante a Liga dos Campeões de 2018/19. Atualmente joga pela Juventus, já tendo conquistado um título do Campeonato Italiano. No entanto, a imprensa europeia especula que ele possa sair do clube em um futuro próximo. Barcelona seria o principal interessado em contratar o atleta.

    2017: Mbappé (Monaco e PSG)

    Golden Boy 2017: Mbappé (Monaco e PSG)
    Jean Catuffe/Getty Images
    Jean Catuffe/Getty Images

    O francês Kylian Mbappé estourou em cena com a camisa do Mônaco antes de receber o prêmio Golden Boy em 2017. Depois da premiação, ele seguiu crescendo cada vez mais na Ligue 1 e hoje é um dos destaques do Paris Saint-Germain ao lado de Neymar e Lionel Messi.

    Mbappé também foi o grande destaque da França na conquista da Copa do Mundo de 2018, torneio em que se tornou o jogador mais jovem a marcar um gol em decisões de mundiais desde Pelé.

    2016: Renato Sanches (Benfica e Bayern Munich)

    Golden Boy 2016: Renato Sanches
    Pedro Fiuza/NurPhoto via Getty Images
    Pedro Fi��za/NurPhoto via Getty Images

    Não foi nenhuma surpresa quando Renato Sanches foi eleito o vencedor do Golden Boy no final de 2016. Afinal, ele recém havia ajudado Portugal a ganhar a Eurocopa pela primeira vez na história. No entanto, o meio-campista português tem lutado para fazer jus ao entusiasmo do início de sua carreira.

    Quando o Bayern de Munique contratou Renato Sanches junto ao Benfica, em meados de 2016, ele era considerado uma das maiores promessas do futebol. Porém, ele não correspondeu às expectativas na Alemanha e foi emprestado ao Swansea City antes de acertar com o Lille, da França, em 2019. Desde então ele parece ter reencontrado o bom futebol. No Lille, Sanches desempenhou um papel crucial na conquista do primeiro título do Campeonato Francês em dez anos e agora está na mira de Barcelona.

    2015: Martial (Monaco e Manchester United)

    Golden Boy 2015:  Anthony Martial
    Dean Mouhtaropoulos/Getty Images
    Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

    O atacante Anthony Martial conquistou os torcedores do Manchester United logo na sua estreia, quando saiu do banco de reservas para marcar um gol maravilhoso durante uma vitória por 3 a 1 sobre o Liverpool em setembro de 2015. Ao final da temporada de estreia, havia marcado 17 gols em todas as competições.

    No entanto, nas últimas duas temporadas, o francês tem lutado para permanecer entre os titulares e recentemente acabou perdendo espaço para Edinson Cavani e Marcus Rashford na hierarquia do técnico Ole Gunnar Solskjaer.

    2014: Sterling (Liverpool)

    Golden Boy 2014: Sterling (Liverpool)
    John Powell/Liverpool FC via Getty Images
    John Powell/Liverpool FC via Getty Images

    O atacante inglês Raheem Sterling ganhou o prêmio depois de um impressionante 2014 com o Liverpool. Na temporada seguinte, foi contratado pelo Manchester City já como uma das grandes promessas do futebol europeu. Desde então, Sterling tem tido uma carreira extremamente produtiva no City, somando já três títulos da Premier League.

    Sob a orientação de Pep Guardiola, ele se tornou um dos atacantes mais perigosos do futebol inglês. Ele também é sem dúvida um dos jogadores mais importantes da seleção da Inglaterra.

    2013: Pogba (Juventus)

    Golden Boy 2013: Pogba (Juventus)
    GIUSEPPE CACACE,GIUSEPPE CACACE/AFP via Getty Images
    Claudio Villa/Getty Images

    Paul Pogba trocou o Manchester United pela Juventus em 2012, aos 19 anos, em busca de regularidade. Sua decisão foi justificada quando ele ganhou o prêmio Golden Boy no ano seguinte. Durante seus quatro anos na Itália, o francês se tornou um dos melhores meio-campistas do mundo, ganhando quatro títulos do Campeonato Italiano, entre outros títulos.

    Em 2016, o United desembolsou £ 89 milhões para levá-lo de volta ao clube. Mas o investimento valeu a pena. Em sua primeira temporada, a equipe de José Mourinho conquistou dois troféus, com Pogba marcando na final da Liga Europa. E hoje ele segue como peça importante da equipe inglesa. No cenário internacional, Pogba tem sido uma peça-chave da seleção francesa, tendo ajudado o grupo a conquistar a Copa do Mundo de 2018.

    2012: Isco (Málaga)

    Golden Boy 2012: Isco (Málaga)
    Jorge Guerrero/AFP via Getty Images
    Jorge Guerrero/AFP via Getty Images

    Francisco Román Alarcón Suárez, mais conhecido como Isco, ganhou o prêmio Golden Boy em 2012, após ter se destacado sob o comando de Manuel Pellegrini no Málaga. Suas atuações naquele ano atraíram a atenção de vários grandes clubes europeus, com o meio-campista indo para o Real Madrid em 2013. E ele está no clube espanhol desde então.

    No Santiago Bernabéu, ele conquistou dois títulos da La Liga e quatro da Liga dos Campeões. Mas sua longa trajetória parece estar prestes a terminar. Sem titularidade garantida, o meio-campista deve trocar de ares na próxima temporada.

    2011: Götze (Borussia Dortmund)

    Golden Boy 2011: Götze (Borussia Dortmund)
    PATRIK STOLLARZ/AFP via Getty Images
    PATRIK STOLLARZ/AFP via Getty Images

    Para muitos fãs de futebol, Mario Götze é sempre lembrado pelo gol da vitória alemã na final da Copa do Mundo de 2014 contra a a Argentina. Mas ele também teve destaque pelos clubes que passou, principalmente no início da carreira. O meio-campista passou três temporadas como profissional no Dortmund, ajudando o clube a chegar à final da Liga dos Campeões na última. Em meados de 2013, ele foi contratado pelo Bayern, após o técnico Pep Guardiola assumir o comando da equipe.

    Mas sua passagem pelo Bayern não foi como esperada, e ele voltou a Dortmund no verão de 2016. Por conta das lesões, não conseguiu repetir as boas atuações do começo de sua carreira. Após mais três temporadas no Dortmund, foi negociado com PSV Eindhoven. Götze pode ter decepcionado alguns fãs de futebol, mas poucos jogadores podem dizer que marcaram o gol da vitória em uma final de Copa do Mundo.

    2010: Balotelli (Inter de Milão)

    Golden Boy: Mario Balotelli
    Sharon Latham/Manchester City FC via Getty Images
    Pressefoto Ulmerullstein bild via Getty Images

    Mario Balotelli ganhou o prêmio Golden Boy em 2010, ano em que deixou a Inter de Milão para atuar no Manchester City. O italiano foi uma figura polêmica, mas talentosa durante sua passagem de duas temporadas pelos Citzens. Depois de se mudar para o Milan em 2013, sua carreira passou a ser cheia de altos e baixos.

    Quando ele se juntou ao Liverpool em agosto de 2014, o italiano não correspondeu às expectativas, passando a ser reserva. Balotelli marcou apenas um gol na Premier League em sua única temporada pelo clube. Desde então, Balotelli teve passagens por Nice, Marselha, Brescia e Monza. Atualmente joga pelo Adana Demirspor na Turquia.

    2009: Alexandre Pato (Milan)

    Golden Boy: 2009: Alexandre Pato (Milan)
    Emilio Andreoli/AFP via Getty Images
    Massimo Cebrelli/Getty Images

    O brasileiro Alexandre Pato foi contratado pelo Milan depois de se destacar com a camisa do Internacional em 2007. E em sua primeira temporada na Europa, ele marcou 15 gols em 36 partidas no Campeonato Italiano. Isso foi seguido por 12 gols em 23 jogos na campanha seguinte – e o prêmio Golden Boy de 2009 – mas seu início eletrizante foi interrompido por uma série de lesões.

    No início de 2013, Pato retornou ao futebol brasileiro depois de perder espaço na Europa. Após passagens pelo Corinthians e pelo São Paulo, Pato teve oportunidade na Premier League quando o Chelsea o contratou por empréstimo em 2016. O empréstimo, porém, não surtiu o efeito desejado – o atacante fez apenas duas aparições e marcou apenas um gol. Ele então passou uma temporada no Villarreal antes de uma passagem pelo Tianjin Quanjian, da Super League chinesa. O brasileiro joga atualmente pelo Orlando City na MLS.

    2008: Anderson (Manchester United)

    Golden Boy 2008: Anderson (Manchester United)
    Martin Rickett – PA Images/PA Images via Getty Images
    Corbis via Getty Images

    Revelado pelo Grêmio, o meio-campista Anderson foi o primeiro brasileiro a receber o prêmio Golden Boy. Ele conquistou o troféu quando jogava pelo Manchester United, após uma temporada em que conquistou a Liga dos Campeões pela primeira vez na carreira.

    O brasileiro chegou à Inglaterra com grandes expectativas e passou oito temporadas nos Red Devils, mas nunca conseguiu evoluir da forma que se esperava. Esteve emprestado à Fiorentina, antes de passagens pelo Internacional e pelo Coritiba, no Brasil. Sua aposentadoria foi confirmada em 2019, após uma curta passagem pelo Adana Demirspor, da Turquia.

    2007: Agüero (Atlético de Madrid)

    Golden Boy 2007: Agüero (Atlético de Madrid)
    PHILIPPE DESMAZES/AFP via Getty Images
    JAVIER SORIANO/AFP via Getty Images

    O atacante argentino Sergio Agüero ganhou o prêmio Golden Boy devido a uma excelente campanha no Atlético de Madrid. Ele marcou 19 gols no Campeonato Espanhol em 2007/08, tendo feito mais 17 na campanha seguinte. Em 2011, o argentino se transferiu para o Manchester City e marcou 23 gols na primeira temporada, tendo inclusive marcado o gol do título da Premier League na vitória por 3 a 2 contra o Queens Park Rangers.

    A partir daí, os gols – e os troféus – continuaram chegando. Quando deixou o City em 2021, Agüero havia conquistado cinco títulos da Premier League, seis Copas da Liga, uma Copa da Inglaterra e se tornado o maior artilheiro de todos os tempos do clube. No dia 31 de maio de 2021, Agüero foi anunciado pelo Barcelona.

    2006: Fàbregas (Arsenal)

    Golden Boy 2006: Fàbregas (Arsenal)
    Stephane Reix/For Picture/Corbis via Getty Images
    Stephane Reix/For Picture/Corbis via Getty Images

    Cesc Fàbregas foi um dos vários jogadores que deixou as categorias de base do Barcelona no início dos anos 2000 para ser testado em diferentes ligas da Europa. O atleta tinha apenas 16 anos quando se juntou ao Arsenal, no início da temporada 2003/04. No entanto, sua estreia pela equipe principal só aconteceu na temporada seguinte, quando ele atuou em 46 partidas em todas as competições. Após uma boa primeira temporada, Fàbregas rapidamente se estabeleceu como um dos melhores meio-campistas da Premier League.

    Já o prêmio Golden Boy veio em 2006, aos 19 anos. Sua passagem marcante pelo Arsenal chegou ao fim no segundo semestre de 2011, um ano depois de fazer parte da equipe vencedora da Copa do Mundo de 2010 com a Espanha. Na ocasião, foi contratado pelo Barcelona. Em 2014, o meio-campista foi levado de volta à Inglaterra pelo então técnico do Chelsea, José Mourinho. Depois de erguer dois troféus da Premier League, Fàbregas foi contratado pelo Mônaco, onde joga até hoje.

    2005: Messi (Barcelona)

    Golden Boy 2005: Messi (Barcelona)
    STR/AFP via Getty Images
    Denis Doyle/Getty Images

    Lionel Messi sempre foi considerado um prodígio – mas quantos realmente achavam que ele pudesse chegar tão longe? O argentino estreou pelo Barcelona em outubro de 2004, tendo vencido o prêmio Golden Boy no final de 2005. Ele marcou oito gols em 25 partidas em todas as competições em 2005/06. Depois disso, seus números começaram a disparar.

    Durante sua brilhante carreira, o craque argentino já conquistou seis Bolas de Ouro (2009, 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019), quatro Champions League e dez títulos títulos espanhóis. Todos os troféus até aqui foram conquistados com a camisa do Barcelona. Aliás, nenhum jogador fez mais gols pelo clube do que Messi. Ele também é considerado um dos maiores ídolos do clube de todos os tempos. Nada mal para um jogador que já foi considerado pequeno demais para se tornar um profissional.

    2004: Rooney (Everton)

    Golden Boy de 2004: Rooney (Everton)
    PAUL ELLIS/AFP via Getty Images
    John Peters/Manchester United via Getty Images

    Meses após sua mudança do Everton para o Manchester United, Rooney foi agraciado com o prêmio Golden Boy de 2004. Desde então, Rooney venceu quase tudo o que era possível no cenário europeu: Premier League, Champions League, FA Cup, Europa League, entre outras competições.

    Além dos títulos, se tornou o maior artilheiro de todos os tempos do United, com 253 gols. O ex-atacante também é o melhor artilheiro de todos os tempos da Inglaterra, com 53 gols. Antes de pendurar as chuteiras, Rooney fez um retorno ao Everton, seu primeiro clube, em 2016, e por lá ficou por um ano antes de passar pelo DC United, da MLS, e pelo clube inglês Derby County.

    2003: Van der Vaart (Ajax)

    Golden Boy 2003: Van der Vaart (Ajax)
    VI Images via Getty Images
    Stuart Franklin/Getty Images

    Rafael van der Vaart ganhou o primeiro Golden Boy depois de um ano estrelar com a camisa do Ajax em 2003. O meio-campista holandês – que tinha 20 anos quando recebeu o prêmio – fez 18 gols em 21 partidas durante a temporada 2002/03. E ele foi um dos jogadores que corresponderam às expectativas.

    Em 2005, deixou o Ajax para atuar no Hamburgo. Van der Vaart passou então duas temporadas no Real Madrid, antes de se mudar para o Tottenham em 2010. Dois anos depois, voltou para Hamburgo, onde permaneceu mais três anos. No cenário internacional, o meio-campista fez 109 jogos pela Holanda, marcando 25 gols. Ele jogou três Copas do Mundo, sendo vice-campeão da edição de 2010. Ele se aposentou do futebol em 2019, após uma temporada no clube dinamarquês Esbjerg.