Incríveis Recordes Do Futebol Que Jamais Serão Batidos

por décadas, o futebol é jogado como o conhecemos, mas a centenas de anos atrás, uma prática semelhante ao futebol se desenvolveu e evoluiu para as primeiras regras deste esporte.

Ao longo dos anos, os registros cresceram e surgiram diferentes marcas que hoje parecem impossíveis de superar. Acompanhe a seguir os 20 recordes de futebol que são imbatíveis.

Maior número de gols marcados em uma temporada

01
JOSEP LAGO/AFP/Getty Images

O que Lionel Messi alcançou em 2012, embora não impossível, é difícil de alcançar. A lenda do Barcelona marcou 91 gols naquele ano, o que causou a quebra de qualquer outra marca existente.

O argentino faz com que a grande quantidade de gols que ele converte pareça normal, simples, quando na verdade ele tem estatísticas absurdas, e essa é uma delas. Grandes estrelas foram ultrapassadas por “La Pulga”, o que o transforma em uma super estrela.

O jogador mais jovem a estrear profissionalmente

02
STR/AFP/Getty Images

O jogador de futebol boliviano, Mauricio Baldivieso teve sua sonhada estreia de maneira profissional aos 12 anos de idade, com o clube Aurora de seu país. Esta circunstância transformou-o no jogador mais jovem a disputar uma partida profissional em uma competição.

O caminho para o jovem Baldivieso acabou de começar e ele certamente espera quebrar muitas outras marcas que o ajudarão a se tornar um renomado jogador de futebol. É verdade que não começou mal.

Mais aparições em Copas do Mundo pelo mesmo país

03
Mike Hewitt/Getty Images

O Brasil não é apenas o país que tem mais campeonatos conquistados em Copas do Mundo, mas também o país que mais participou desses eventos.

A seleção Canarinho conta com 21 torneios consecutivos em Copas do Mundo. Muitos países sofreram para se qualificar para esses eventos importantes e ficaram de fora da Copa do Mundo, mas o Brasil nunca tocou nessa bebida amarga.

O maior número de cartões vermelhos para o mesmo jogador

04
GUILLERMO LEGARIA/AFP/Getty Images

Em circunstâncias normais um jogador não deve ser expulso de campo, mas para o colombiano Gerardo Bedoya esse acontecimento era bastante comum, já que ele é o jogador com o recorde de maior número de expulsões na história do futebol, com 46 cartões vermelhos.

Pode-se entender que ao jogar um futebol agressivo como o colombiano e o argentino – ele defendeu o Racing Club – ele tinha mesmo que jogar mais rudemente do que em outros países, mas mesmo assim as 46 expulsões são incríveis.

O maior público para uma partida de futebol

05
ullstein bild/ullstein bild via Getty Images

Um dos grandes jogos de futebol marcados na história foi o do Brasil vs Uruguai, em 1950, no lendário estádio do Maracanã.

Os relatos daquele encontro sempre enfatizavam o fervoroso público brasileiro que empurrava os jogadores a superar seus adversários uruguaios, embora eles não conseguissem. Estima-se que haviam 199.854 pessoas no templo do futebol testemunhando um momento épico da história.

O goleiro com maior número de partidas sem tomar gols na Liga da Inglaterra

06
DANIEL LEAL-OLIVAS/AFP/Getty Images

O goleiro nascido tcheco, Petr Cech, escreveu sua história no campeonato inglês, tendo conseguido 201 jogos em sua carreira, na qual entrou em campo na Liga da Inglaterra sem receber gols.

Cech é atualmente o defensor da meta do Arsenal e o faz desde a temporada 2015/16, mas também deve sua marca ao Chelsea, time que o lançou para a fama e onde jogou de 2004/05 a 2014/15.

O gol feito a maior distância na história do futebol

07
Stoke City goalkeeper Asmir Begovic

Outra das marcas que é mantida por um goleiro é a do gol marcado a maior distância, que foi quando Asmir Begovic do Stoke City chutou um tiro de meta de sua própria meta para o gol do Southampton.

A verdade é que Begovic não poderia ter feito isso sozinho então, com a ajuda do vento e a cumplicidade de seu opositor, Artur Boruc, ele converteu o gol de maior distância de todos os tempos. A bola viajou 91,9 metros.

Maior número de títulos consecutivos na Liga dos Campeões

08
Real Madrid/ Colaborador/ Getty Images

O poderoso elenco espanhol do Real Madrid tem a marca do maior número de títulos da Liga dos Campeões obtidos consecutivamente começando em 1956 até terminar a série em 1960.

A “Orelhuda” (Ou Orejona) é o grande troféu do Velho Continente e, embora tenham transcorrido mais de 50 anos desde aquela façanha, ninguém conseguiu tirar do Merengue a posição de vencedor máximo da competição. A história do Real Madrid e a Liga dos Campeões já está marcada a fogo.

O maior goleador da história da Liga da Espanha

09
Jose Breton/NurPhoto via Getty Images

Pelo grande número de recordes que quebrou, Lionel Messi tem argumentos para ser colocado como um dos melhores jogadores de todos os tempos. O atacante do Barcelona marcou 383 gols na La Liga – e continua aumentando esse número – sendo o maior atacante da história do campeonato.

Nem mesmo o próprio Cristiano Ronaldo conseguiu ofuscar o argentino em seu período no Real Madrid, mas lembrem-se que o argentino desenvolveu uma carreira na Espanha enquanto Ronaldo trocou de liga.

O jogador com mais participações na liga inglesa

10
Stu Forster/Getty Images

Gareth Barry está atualmente detendo o recorde de mais partidas disputadas na Liga da Inglaterra, com 653 aparições.

Não é fácil para um jogador de futebol ficar na Premier League por anos, mas o meio-campista conseguiu. E não só isso, como ele jogou esse imenso número de partidas. Talvez o ponto negativo na carreira de Barry seja que, apesar de jogar muito, ele não fez um nome respeitado nessa liga.

O treinador que passou mais tempo em uma posição na Premier League

11
Chris Brunskill Ltd/Getty Images

A surpreendente soma de 828 jogos foi o tempo que passou o memorável Arsene Wenger como diretor técnico do Arsenal da Inglaterra. No total, o francês foi o comandante dos Gunners por 7.600 dias.

A trajetória de Wenger chegou a ofuscar outro grande treinador, Sir Alex Ferguson, lembrado por seu tempo no Manchester United. A falta de títulos nas últimas temporadas, somada à sua idade avançada, causou sua saída.

O cartão vermelho mais rápido da história

12
Allsport UK /Allsport

No mundo do futebol, sabe-se que os atacantes são mais duros quando se trata de recuperar a bola e é por isso que não é surpreendente que o cartão vermelho mais rápido recebido por um jogador tenha sido um atacante, Lee Todd.

Dois segundos depois da partida, Todd recebeu o cartão vermelho e imediatamente se tornou um recorde do Guinness Book. Parece cena de filme, mas realmente aconteceu. Apenas dois segundos.

O goleiro com mais tempo sem tomar gols

13
Reprodução/Twitter

Para formar uma equipe vencedora, você deve levar em conta duas máximas, ter um ótimo atacante e, do outro lado, um excelente goleiro. O Clube de Regatas Vasco da Gama conseguiu esse feito com Mazzaropi.

O goleiro passou três períodos na seleção brasileira, de 1970 a 1978, de 1980 a 1982 e em 1984, conseguiu passar 1.816 minutos sem sofrer gols em 20 partidas. Certamente, uma grande defesa o ajudou a manter a meta em zero.

Mais número de hat tricks para um jogador

14
Pictorial Parade/Archive Photos/Getty Images

O rei do futebol, Pelé, conseguia marcar três gols na mesma partida como se fosse uma coisa comum e cotidiana no futebol. Ao longo de sua carreira, jogando no Santos e no Cosmos dos Estados Unidos, marcou 92 gols em hat tricks.

A estrela do Brasil permanecerá para sempre como o jogador mais decisivo de todos os tempos, especialmente num esporte onde os mais importantes são os gols. E isso ele fazia.

Mais partidas de um jogador pelo Manchester United

15
Simon Stacpoole/Mark Leech Sports Photography/Getty Images

O Manchester United é uma das instituições esportivas mais poderosas da Inglaterra e sua competitividade na primeira divisão é incrível, então o nível que Ryan Giggs teve que manter para continuar aparecendo por 963 vezes com a camisa do Red Devils foi incrível.

Foram mais de 20 anos de carreira para o gaulês que é um símbolo do Manchester e pelos quais ele também é lembrado por seu último período onde treinava o time e também jogava simultaneamente.

O gol mais rápido da história dos mundiais

16
Ben Radford/Getty Images

O lendário Hakan Sukur foi um verdadeiro goleador na Turquia e sua habilidade o fez se destacar em nível internacional, especialmente depois de seu gol na partida pelo terceiro lugar na Copa do Mundo de 2002 contra a Coréia do Sul.

O atacante gravou seu nome na história da partida e dos mundiais a apenas 10,8 segundos. Para sua sorte, os turcos levariam a medalha de bronze, embora a estrela desse jogo tenha sido Mansiz, que marcou dois gols.

O maior número de cartões vermelhos exibidos em uma única partida

17
Xavier Bonilla/NurPhoto via Getty Images

Cartões vermelhos aparecendo em uma partida de futebol deveria ser a exceção, mas no complicado e difícil futebol argentino isso parece ser uma constante.

Em 2011, o árbitro argentino Damián Rubino expulsou 36 jogadores na mesma partida. Foi durante a partida entre Claypole e Victoriano Arenas, pelas divisões inferiores da Argentina, onde após um tumulto com golpes e agressões, começariam as expulsões que deixariam a partida sem treinadores, assistentes, zagueiros, atacantes e até mesmo reservas!

O gol de cabeça a maior distância

18
Hansen, Alf Ove/AFP/Getty Images

Nós tínhamos antecipado que essas marcas realmente são difíceis de superar ou mesmo igualar, mas isso não explica como Jone Samuelsen, da Noruega, em 2011, marcou um gol a 58.13 metros do gol.

A precisão e delicadeza que Samuelsen alcançou foi após uma bola rebatida de cabeça por seu adversário, caiu exatamente em sua cabeça lá no meio do campo.

O maior goleador da Liga dos Campeões

19
Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

Se o Real Madrid está diretamente relacionado com a Liga dos Campeões, não poderia ser diferente que um jogador que foi o emblema da Casa Branca seja o artilheiro da competição.

É Cristiano Ronaldo, que tem 120 gols no torneio de clubes mais importante da Europa e outros lugares do mundo. Desde que começou a jogar pelo Manchester United, depois pelo Real Madrid e depois pela Juventus, CR7 sempre se saiu bem nestas partidas.

O hat-trick mais rápido da história do futebol

20
thetimes.co.uk.

O ex-atacante inglês Tommy Ross é quem tem o hat-trick mais rápido já marcado em campo. Ele levou apenas 90 segundos para despachar o adversário com três gols na partida entre Ross County e Narin County em 1964.

Lembramos de Pelé como o maior marcador de hat-tricks, num esporte onde nem todos os jogadores conseguem sequer um durante sua carreira. É uma característica que somente os escolhidos alcançam.